Aprendizado Construtivista

Como construímos o Conhecimento?

A construção e novos conhecimentos depende do que já sabemos, experiências prévias, como essas experiências foram registradas na nossa memória de longo prazo, quais os modelos mentais empregados, quais as crenças que suportam as nossas interpretações dos  eventos e experiências.

“As pessoas aprendem e constroem o seu próprio entendimento e conhecimento do mundo experimentando coisas e refletindo sobre essas experiências”. 

A filosofia construtivista usa métodos e ferramentas para ajudar a pessoa a “aprender a aprender“, desenvolver conhecimento e habilidades para solucionar problemas; está centrado no estudante e não no professor; vai muito além do método tradicional de transferência de conhecimento.

 

Por que é importante saber  Perguntar?

Figura. Imagine que o grafo acima represente a sua memória de longo prazo, com seus conceitos armazenados ao longo da vida.
Quando você faz perguntas a sua mente automaticamente conecta conceitos e estados mentais formando  blocos de informações e emoções, para responder a pergunta.
Saber perguntar significa criar e percorrer com eficácia e eficiência o seu “grafo mental” e o “grafo mental” das pessoas que estão à sua volta.
Levar você e outras pessoa à  estados mentais diferentes, de forma controlada.
Investigar e criar atalhos para entender as causas e resolver problemas.

Saber perguntar permite você aumentar o seu desempenho mental para: criar, perceber, conectar, organizar, categorizar, memorizar, entender,  compreender, simular, repetir, aprender, comunicar e ensinar  … conceitos e processos . ..

 

  • Pergunta é uma frase (ou proposição) cujo objetivo é convidar um ouvinte ou leitor a dar uma explicação, uma informação ou uma resposta., de uma forma geral.
  • A pergunta é o que gera toda a discussão (argumentar, trocar informações com outros indivíduos) sobre qualquer coisa.
  • É uma ferramenta cognitiva estudada e aplica desde a Grécia antiga e no pensamento oriental (500 anos AC).
  • Aumenta a sua fluência para tratar com o novo, focar a sua atenção e relacionar com seus conceitos, procedimentos e  experiências anteriores.
  • Gera mudanças no que você acredita, ou talvez descarte de uma nova informação.
  • Torna você um  “criador ativo” do seu próprio conhecimento.
  • Ajuda a explorar e avaliar o que você sabe.
  • No construtivismo o foco é você ser um”aprendiz perito” e usar várias ferramentas mentais, cada vez mais efetivas para aprender como aprender!

 Método Socrático Perguntas, Perguntas SPIS, Perguntas Socráticas, Perguntas de Situação, Perguntas de Problema, Perguntas de Implicação, Perguntas de Solução.

 

Qual o papel do Facilitador para o aprendizado construtivista?

 

Na visão construtivista, o professor dá lugar ao facilitador para:
  • Incentivar o processo de aprendizagem e reflexão.
  • Examinar o conhecimento atual.
  • Identificar novos conceitos e aplicações.
  • Divulgar projetos e experimentos relevantes.
  • Discutir o aprendizado e experiências.

O que muda quando direcionamos o foco para Ferramentas e Habilidades?

No construtivismo, em vez de reproduzir informações e fatos, o foco é direcionado para:
  • Explorar a capacidade cerebral via  ferramentas mentais  para rodar com maior eficiência os processos cognitivos (atenção, observar,  perceber, organizar, categorizar, memorizar e generalizar).
  • Criar ferramentas para buscar, apresentar, organizar e integrar informações de uma forma mais efetiva (eficaz e eficiente).
  • Desenvolver “kits de ferramentas” para desenvolver a criatividade, tomar decisões, resolver problemas, planejar contatos, formular objetivos, analisar, fazer contatos, investigar necessidades, desenvolver imagens de solução, comprar; planejar e executar uma variada gama de atividades do dia a dia.conexões emocionais, investigar
  • Criar um ambiente de aprendizagem colaborativa.
  • Transformar a pessoa de um receptor passivo de informação para um participante ativo no processo de aprendizagem.

Como desencadear a curiosidade para o aprendizado?

  • O objetivo não é  “reinventar a roda” e sim desencadear a curiosidade e entender como as coisas se transformam e funcionam.
  • Facilitar o engajamento e aplicação do conhecimento.
  • Testar teorias e tirar conclusões das descobertas.
  • Discutir exemplos dos fundamentos das atividades.
  • Ter em mente perguntas ou ideias para compartilhar.

 

A construção de novos conhecimentos depende do que já sabemos.
Você aprende e constrói o seu próprio conhecimento do mundo experimentando coisas e refletindo sobre essas experiências. 
O aprendizado, mais profundo que o entendimento e compreensão, exige autonomia e repetição para aprender, é fundamentalmente dependente de você e das ferramentas que você tem na sua mão, ou melhor, na sua mente.
As ferramentas mentais ajudam a desenvolver as etapas do “processo mental” na sequência e forma corretas, para atingir o objetivo que você deseja; funcionam como as várias “ferramentas  físicas” que usamos, como alicates, chaves de fenda, pregos, martelos, e assim por diante.
Saber controlar a atenção e perguntar são processos cognitivos fundamentais para o aprendizado, já que estão no núcleo dos demais processos cognitivos, como criar, perceber, conectar, organizar, categorizar, memorizar, entender, compreender, repetir, aprender, comunicar, solucionar problemas, tomar decisões, e assim por diante.
Tal como as perguntas, existem muitas outras ferramentas cognitivas que são usadas de forma combinada para ajudar os processos cognitivos, tais como como palavras chaves, blocos de conceitos, blocos de procedimentos, definições, check lists, solução de problemas, contação de histórias, mapas conceituais, mapas mentais; cada qual com seus propósitos e métodos.
Tendo as o processo de aprendizado como foco,  na filosofia construtivista, o professor dá lugar ao facilitador para  incentivar, examinar o processo de aprendizagem, examinar o conhecimento atual, identificar novos conceitos e aplicaçõe;s, divulgar projetos e experimentos relevantes, discutir o aprendizado e experiências.

Palavras chaves. Aprendizado construtivista, conhecimento, perguntar, aprendiz, ferramentas mentais, aprender a aprender, facilitador, processo de aprendizagem.

Teste seu conhecimento sobre Aprendizagem Construtivista

 

  1. Como construímos o conhecimento?
  2. Qual a relação entre construtivismo e aprender a aprender?
  3. O que é uma pergunta e quais as relações de causa e efeito associadas?
  4. Qual a importância de saber perguntar?
  5. Qual o papel do facilitador?
  6. Como o construtivismo desencadea a curiosidade para o aprendizado?

Saiba mais. Aprender a AprenderCheck List para Aprender a AprenderPensamento Focado x DifusoConstrução de Blocos de InformaçãoFerramentas CognitivasMemórias de Trabalho e de Longo PrazoGerenciamento do Tempo de AprendizadoSono – o grande aliado do aprendizadoComo se tornar um especialistaAprendizado ConstrutivistaComo se tornar mais inteligenteConceitos, Definições e Palavras ChavesPerguntasCheck list (CL)Check list – 5W2HMapa MentalMapa ConceitualMapas Conceituais e Ferramentas

 

Os comentários estão fechados.

Navegação pelos artigos