Como falar com seu público?

O que é tom da voz, qual a sua importância e como desenvolvê-lo?

O tom de voz é uma expressão dos valores e do modo de pensar da sua empresa; é o que você parece hoje, o que você quer dizer ao mundo, o objetivo central da sua comunicação. O tom de voz não é o que você diz na forma escrita, mas como você diz com palavras, ordem, ritmo, no seu site, nas mensagens de mídia social, e-mails e outras comunicações de negócios.

 

O mais importante para as pessoas não é o que você diz ou faz, e sim o que você as faz sentir; a maneira de dizer influencia muito no sentimento; palavras cuidadosamente escolhidas podem ser usadas para persuadir e influenciar o seu público

 

Importância do tom de voz

O tom da voz  incorpora e expressa a personalidade e o conjunto de valores da marca:

  • Fala sobre as pessoas que incorporam a marca, as coisas que as impulsionam, que amam e querem compartilhar;
  • Deve se diferenciar das “outras vozes”, ser específico, reconhecível e único;
  • Necessita ser consistente em termos de linguagem e  mensagem, para que se torne familiar e gere confiança;
  • É usado usado para influenciar e persuadir.

Tom de voz e  Valores

O tom de voz expressa os valores e o modo de pensar da sua empresa hoje.

  • Porque a sua  empresa foi criada? Qual a motivação além do dinheiro? Qual a missão da sua empresa? Qual a razão dela existir?
  • Quais os valores fundamentais da sua empresa? Como resumir os valores do seu negócios em algumas palavras chave? 
  • Qual o método de abordagem que você usa para escrever sobre a sua empresa? Exemplo: faz um rápido rascunho sem editar, volta e retrabalhar lentamente?
  • Como você perceber o seu tom de voz? Você lê a sua mensagem em voz alta? Qual o método que você usa?
  • Qual o tom da voz das marcas que você aprecia? Exemplo: Apple: inovar, inspirar, sonhar; Red Bull: aventura, adrenalina. …
  • Qual o valor humano básico que a sua empresa oferece? Quais os valores emocionais como sentimentos e emoções que a sua marca inspira?
  • Qual a diferença na forma que a sua empresa trabalha? Como organiza os seus processos? Como cuida da equipe?

Tom de voz e  Vocabulário

Após identificados os valores, o segundo passo é criar o seu vocabulário, que expressa a sua personalidade. Se valores são o que você diz, personalidade é como você diz.

  • Você usa uma linguagem formal ou informal? a formalidade inspira profissionalismo, mas pode ser percebida como falta de personalidade e sentimentos; o informal  inspira personalidade e calor, mas pode ser interpretado como imprudente e sem profissionalismo;
  • Quão técnico é o seu tom de voz? Termos técnicos são necessários em determinados momentos, mas sempre que possível devemos usar palavras cotidianas, nos manter simples, para inspirar mais sentimentos,  confiança e intimidade.
  • Quão alinhado você está com a linguagem dos seu público alvo? Analise o idioma que as pessoas usam em suas comunicações por escrito para você; busque alinhamento. Quais as palavras comumente usadas? Qual a diferença entre a linguagem de uma  plataforma de mídia social para a outra?
  • Você usa frases que grudam na cabeça das pessoas? As palavras e os significados podem ser ressaltados em frases. Exemplo: “Impossível não é nada” (Adidas); “Pense diferente” (Apple).

Tom de Voz e Humor

De uma forma geral o humor é o estado de espírito de um indivíduo; é uma das chaves para a compreensão de culturas, e costumes das sociedades.

  • O humor é adequado para a sua marca? O humor mostra o seu estado de espírito e da sua empresa e anima as pessoas. A linguagem coloquial e cotidiana ajuda as pessoas a forjar uma conexão emocional com o texto. 
  • Você exercita a humildade? Você ri de si mesmo? Isso pode tornar os leitores mais atraídos pela sua marca por você demonstrar saber assumir as suas responsabilidades, sem arrogância, prepotência ou soberba.
  • Você tem um mascote da empresa? Isso pode fornecer um trampolim para o humor; facilita dizer coisas que, de outra forma, poderiam parecer muito ousadas; facilita incitar diferentes ações. Uma boa prática: escreva as suas frases e tente reescrevê-las com humor.

Tom de Voz e Contar histórias

Uma vez que você tenha uma idéia do que está dizendo, o vocabulário e o tom de como você quer dizer, você pode pensar em usar uma estrutura de narrativa (ou story telling), que permite apresentar informações de sua empresa com componente emocional, coerente. lógica e atraente.

  • O que faz uma boa história? Ela incorpora crenças e personalidade, de forma divertida e memorável para quem lê;
  • Quais os componentes de uma boa história? Uma pessoa ou grupo específico, como protagonista, ao invés de uma empresa como um todo; uma luta por recursos; exigência de mudança e aprendizado de algo;
  • Onde você pode contar histórias? Anúncio da sua empresa; seção “sobre nós” no site; histórias de clientes e uso dos seus serviços;
  • Como descobrir histórias? História da empresa; detalhes da vida cotidiana que causem bem estar e bom humor; como fazer coisas de maneira diferente, com obstáculos e desafios;

Tom de Voz e Implementação

Uma coisa é você decidir sobre o tom de voz, outra coisa é fazer com que outros o adotem em suas escritas. Como fazer isso?

  • Como envolver as pessoas nos estágios iniciais? Uma boa prática é envolver com colaboradores mais seniores; criar grupos focais com exercícios para geração de idéias; avaliar conteúdos existentes na empresa; manter as pessoas informadas.
  • Como criar um guia de tom de voz? Usar um documento (ferramenta) para treinar equipes de desenvolvimento de conteúdo; que seja fácil de digerir e memorável; destacar pontos mais importantes; lista de palavras chaves recomendadas e não recomendadas; tamanhos e aparência de conteúdos; 
  • Como introduzir a governança? Existe um responsável para garantir a implementação do tom de voz? Qual o processo editorial? Existe uma equipe de edição que avalia os conteúdos antes da publicação? Existe um check list para avaliar a conformidade do conteúdo e forma?

É através da adoção de um tom de voz que você conseguirá familiaridade e confiança com o seu público; você deve primeiro decidir o que quer dizer ao mundo; depois como fazer isso, considerando o uso do vocabulário, dispositivos como humor e narrativa. Importante é que seja verdadeiro para as pessoas que o usarão. Use um processo de governança e um guia para identificar e refinar a maneira de usar palavras já existentes na empresa para facilitar o envolvimento das pessoas.

Os comentários estão fechados.

Navegação pelos artigos