Dados, Informação e Conhecimento

 Qual a importância deste aprendizado?

Na era do conhecimento as ideias são a principal fonte de crescimento econômico e como resultado, novos tipos de trabalhadores, com habilidades novas e diferentes, são necessários.

O conhecimento hoje é valorizado não pelo que é, mas pelo que pode fazer.

É produzido não por especialistas individuais, mas por “inteligência coletivizada” – isto é, grupos de pessoas com experiência complementar que colaboram para fins específicos.

Você precisa ser capaz de localizar, avaliar e representar novas informações rapidamente, comunicar isso aos outros, trabalhar produtivamente em colaboração, ser adaptável, criativo, inovador, e entender as coisas em um nível de ‘sistemas’ ou ‘grande figura’; precisa pensar e aprender a aprender.

espaço

Qual a relação entre dados, informação e conhecimento?

Figura. Pirâmide do Conhecimento. Primeiro os dados, segundo as informações e em terceiro o conhecimento.

O que são Dados?

Dados são símbolos; podem existir de várias formas; não têm nenhum significado por si só.

  • Dados são usados para fins de comunicação, interpretação e processamento pelo ser humano ou através de computadores. Exemplo de dados: letras, números, fotos, etc.
  • Nos sistemas de computação, os dados são símbolos ou sinais que são inseridos, armazenados e processados ​​por um computador e geram na saída informações.

ESPAÇO

DADOS = LETRAS + NÚMEROS + IMAGENS + FOTOS + FATOS + SÍMBOLOS + SINAIS + ...

ESPAÇO

Como gerar dados com qualidade?

Figura. Qualidade dos Dados.

Para ser útil, os dados devem satisfazer várias condições:

  • Precisão: essa característica se refere à exatidão dos dados. Não pode ter elementos errados e deve transmitir a mensagem correta sem ser enganosa.
  • Validade: os requisitos que regem os dados definem os limites dessa característica;  itens como gênero, etnia e nacionalidade são tipicamente limitados a um conjunto de opções e respostas abertas não são permitidas; por exemplo, quaisquer respostas que não sejam estas não serão consideradas válidas ou legítimas.
  • Consistência: independentemente da fonte de coleta de dados, eles não podem ser contraditórios; deve haver um mecanismo estável de coleta e armazenagem de dados.
  • Relevância: deve haver um motivo válido para coletar os dados que justifique o esforço necessário, deve ser coletado no momento certo; dados coletados cedo demais ou tarde demais podem distorcer uma situação e gerar decisões imprecisas.
  • Completude: os dados incompletos são tão perigosos quanto os dados imprecisos; lacunas na coleta de dados levam a uma visão parcial da imagem geral a ser exibida; sem uma visão completa de como as operações estão sendo executadas, ações desinformadas ocorrerão.
  •  Acessibilidade: independentemente do desafio, os indivíduos precisam do nível certo de acesso aos dados para realizar seus trabalhos.
  • Granularidade: O nível de detalhe em que os dados são coletados é importante, para evitar confusão e decisões imprecisas ; coleções agregadas, resumidas e manipuladas de dados podem oferecer um significado diferente dos dados implícitos em um nível inferior.

Como pode ser observado, existem muitos elementos que determinam a qualidade dos dados e cada um pode ser priorizado de forma diferente por diferentes empresas; a priorização pode mudar dependendo do estágio de crescimento da empresa ou até mesmo do ciclo de negócios corrente; a chave é você  definir o que é mais importante e definir os critérios de qualidade; feito isso, você terá uma melhor compreensão e estará melhor posicionado para alcançar seus objetivos.

 

QUALIDADE DOS DADOS = PRECISÃO + VALIDADE + CONSISTÊNCIA + RELEVÂNCIA + COMPLETUDE + ACESSIBILIDADE + GRANULARIDADE + ...

ESPAÇO

O que é Informação?

A informação pode ser definida como dados tratados; está associada a conceitos; tem significado e suporta decisões.

  • Dados são tratados pelo computador; informações, não;
  • Informação é o conjunto de dados processados, seja por meio eletrônico, mecânico ou manual e que produz um resultado com significado.
  • A informação são dados que são (1) precisos e oportunos, (2) específicos e organizados para um propósito, (3) apresentados dentro de um contexto que lhe dá significado e relevância  e (4) podem levar a um aumento na compreensão e diminuição da incerteza.
  • A informação é valiosa porque pode afetar o comportamento, uma decisão ou um resultado. Por exemplo, se você é informado de que entrou um forte concorrente no mercado, você pode usar essa informação para mudar a sua estratégia de negócio.
  • Uma informação é considerada sem valor se, após recebê-la, as coisas permanecerem inalteradas.

ESPAÇO

INFORMAÇÃO = DADOS PROCESSADOS 

ESPAÇO

Figura. Informação são dados tratados. Por exemplo: 16011957 é uma sequência de números sem nenhuma informação aparente; mas, se considerarmos isso no contexto de “essa é uma data”, podemos reconhecer facilmente o dia 16 de janeiro de 1957; ao adicionar contexto e valor aos números, eles agora têm mais significado e transformamos essa sequência de números em informação.

Os dados tornam-se informações quando são aplicados a algum propósito. Veja exemplos:

  • Plotar gráficos e identificar tendências.
  • Encontrar valores médios ou típicos.
  • Apresentar dados complexos como um gráfico.
  • Projetar valores futuros.
  • Comparar figuras e identificar semelhanças ou diferenças.
  • Avaliar se um resultado é significativo ou ocorreu por acaso.
  • Avaliar se uma coisa está relacionada a outra.

ESPAÇO

INFORMAÇÃO = GRÁFICOS + TENDÊNCIAS + MEDIDAS + SEMELHANÇAS + DIFERENÇAS + RELAÇÕES + ...

ESPAÇO

Como gerar informações com qualidade?

Figura. Qualidade das Informações.

Existem muitas características que as informações devem ter para cumprir os seus propósitos. Veja uma lista não exaustiva:

  • Relevância. As informações devem ser necessárias para a tomada de decisões; para tal defina os objetivos de qualquer relatório de informação e produza informações centradas em “exceções”, por exemplo, problemas, valores altos ou baixos, limites que foram excedidos.
  • Atualização. A informação precisa ser oportuna para ser acionada; para melhorar a velocidade com que as informações são produzidas, as empresas precisam avaliar a atualização ou a substituição de seus sistemas de informações.
  • Precisão. Livre de erros, ou seja, os números se somam;  os usuários  devem ser informados sempre que suposições ou estimativas forem usadas.; informações precisas são dependentes da  qualidade da coleta de dados; se a informação precisa ser extremamente precisa, então é necessário alocar mais tempo para que ela seja verificada; as empresas precisam evitar a tentativa de produzir informações “perfeitas”; é mais importante que as informações sejam atualizadas do que perfeitas.
  • Necessidade. Usuários diferentes têm necessidades diferentes: um diretor quer um resumo dos principais fatos; um supervisor precisa de informações detalhadas. É uma boa ideia incentivar os usuários a ajudar a desenvolver o estilo e o formato dos relatórios de informações que eles exigem.
  • Clareza. As informações devem der fácil de usar e entender; comunicadas usando um meio apropriado (por exemplo, e-mail, relatório impresso, apresentação); uma boa prática é usar “modelos” que são usados ​​em toda a organização, para que os usuários se acostumem a ver informações em um estilo semelhante.
  • Custo. Informação custa dinheiro. Os dados são caros para coletar, analisar e relatar; a informação leva tempo para ser lida e assimilada; todos os usuários devem questionar se as informações recebidas / solicitadas valem a pena.
  • Confiabilidade. A informação deve vir de fontes autorizadas. É uma boa prática citar a fonte usada, seja ela interna ou externa. Se estimativas ou suposições tiverem sido aplicadas, estas devem ser claramente declaradas e explicadas.

ESPAÇO

QUALIDADE DA INFORMAÇÃO = RELEVÂNCIA + ATUALIZAÇÃO + PRECISÃO + NECESSIDADE + CLAREZA + CUSTO-BENEFÍCIO + CONFIABILIDADE + ...

ESPAÇO

O que é Conhecimento?

Figura. Conhecimento é a capacidade de relacionar informações para aplicar em alguma coisa que gera benefícios e mais informações.

O conhecimento é a faculdade humana resultante de informação tratada e interpretada, a partir da combinação de dados, informações, experiência e interpretação individual.

  • O conhecimento é um bem humano.
  • Se informação é dado trabalhado, então conhecimento e informação trabalhada e aplicada; ou seja, o conhecimento vai além das informações, pois além de ter um significado, tem uma aplicação.
  • Conhecimento é definido também como “capacidade de agir” (Karl Sweiby); em um contexto organizacional, o conhecimento é a soma do que é conhecido e reside na inteligência e na competência das pessoas.
  • O processo de conhecimento resulta em novas informações que, por sua vez, serão comunicadas, apreendidas e também empregadas em novos processos.
  • O conhecimento significa compreensão teórica ou prática e a capacidade de usá-la para um propósito específico.
  • Hoje em dia o desafio é ir além do conhecimento tácito para a sabedoria.

-O

CONHECIMENTO = INFORMAÇÃO TRABALHADA

DADOS > INFORMAÇÃO > CONHECIMENTO EXPLÍCITO > INTELIGÊNCIA > CONHECIMENTO TÁCITO > SABEDORIA

ESPAÇO

Quais as diferenças entre informação e conhecimento?

INFORMAÇÃO

CONHECIMENTO

Dados Organizados

Compreensão das informações

Entender significados das coisas

Capacidade de tirar conclusões

Fácil de transferir

Mais difícil de transferir, já que requer aprendizado por parte do receptor

Reproduzidas com baixo custo

A reprodução exata do conhecimento não é possível porque se baseia em valores, percepções do receptor

Não é suficiente para fazer generalizações ou previsões

Capacidade de prever ou fazer inferências

Informação não é necessariamente um conhecimento.

Todo conhecimento é uma informação

ESPAÇO

Quais são as características do conhecimento?

Figura. Principais características do conhecimento.

  • Depende da memória, experiência passada, mecanismos de transferência de conhecimento, circunstâncias e  oportunidades.
  • Pode ser reutilizado.
  • Só gera benefício se aplicado.
  • Os valores do conhecimento mudam com o tempo
  • Deve ser renovado ou mantido
  • Pode ser difícil transferir, capturar e distribuir.
  • É desenvolvido através de processos de aprendizagem e experiências.
  • Facilita a eficácia.
  • Conhecimento habilita um maior aprendizado.
  • A criação e utilização de conhecimento é aprimorada com a tecnologia.

Espaçoço 

O que é conhecimento explícito e tácito?

Figura. Metáfora do Iceberg para descrever a relação entre conhecimento explícito e conhecimento tácito

 

Conhecimento explícito: o conhecimento explícito pode ser expresso em palavras e números e pode ser facilmente comunicado e compartilhado na forma de dados concretos, fórmulas científicas, procedimentos codificados ou princípios universais”; tal conhecimento é visto como “apenas a ponta do iceberg”.

Conhecimento tácito: o conhecimento obtido através da interação direta entre indivíduos; algo não facilmente visível e expressável; é altamente pessoal e difícil de formalizar e comunicar; insights subjetivos, intuições e palpites se encaixam nessa categoria de conhecimento; é baseado em  em modelos mentais, crenças que podem ser articulados facilmente; essas habilidades são aprendidas pelos aprendizes por observação e imitação, após vários anos passados com o mestre.

  • Por exemplo … Se alguém pede para você explicar um processo ou um fluxo de trabalho isto pode ser feito rapidamente; mas se lhe perguntarem como dirigir um carro fica difícil explicar “inteiramente” como você faz isso.
  • O gerente de contas que conhece cada cliente pelo nome e pode transformar uma situação desafiadora em minutos usa o conhecimento tácito.
  • O engenheiro que trabalhou com uma determinada máquina durante anos e entende suas idiossincrasias únicas usa conhecimento tácito.

espaço

CONHECIMENTO EXPLÍCITO = DADOS + INFORMAÇÃO + DOCUMENTOS + REGISTROS + ARQUIVOS + ...
CONHECIMENTO IMPLÍCITO = EXPERIÊNCIA + PENSAMENTO + COMPETÊNCIA + COMPROMETIMENTO + REALIZAÇÕES

espaço

Quais as principais diferenças entre o conhecimento explícito e o tácito?

Veja algumas das principais diferenças: Espaço

CONHECIMENTO EXPLÍCITO 

CONHECIMENTO TÁCITO (implícito)

 Objetivo, racional, técnico

Subjetivo e experiencial

 Estruturado

Pessoal

 Externalizado

Internalizado

 Facilmente documentado

Difícil de capturar e codificar

 Fácil de compartilhar

Difícil de compartilhar

 Facil de transferir / ensinar / aprender

Difícil de transferir / ensinar / aprender

espaço

Qual a importância do conhecimento tácito?

  • O conhecimento tácito é valioso porque é construído em torno da experiência e a experiência leva tempo para ganhar.
  • O conhecimento tácito representa um excelente reservatório de recursos intangíveis a partir do qual as organizações podem ganhar uma grande vantagem competitiva já que é muito difícil para os concorrentes imitá-lo e ser transferido.
  • Pessoas criativas que estão ansiosas para aplicar seus conhecimentos são os requisitos para o sucesso de uma empresa.
  • Pesquisas apontam que 90 por cento do conhecimento em organizações é incorporado na cabeça de seus funcionários.
  • O conhecimento tácito tem alguns poderes únicos, tais como, aumentar a qualidade do trabalho das pessoas, facilitar a tomada de decisão, melhorar a precisão do desempenho, diferenciar a empresa.
  • Independentemente de como um indivíduo desenvolve o seu conhecimento, aquele que é curioso e busca conhecimento tácito é altamente propício ao sucesso.

espaço

Como desenvolver o conhecimento tácito?

 

  • Interação face a face. Segundo pesquisas, a maneira mais eficaz de propagar o conhecimento tácito é via a interação social face-a-face;  isso pode parecer desafiador por causa do surgimento do mundo virtual.
  • Conversação. Transmitir o conhecimento tácito através de conversas é uma maneira brilhante de lidar com obstáculos e dificuldades no compartilhamento de conhecimento; conceitos podem ser facilmente explicados desta maneira.
  • Reter Conhecimento. Aprender mais rápido não é mais suficiente; a principal vantagem é manter o que foi aprendido; neste sentido, retenção de conhecimento é a chave para o sucesso.
  • Compartilhar Experiência. Você não pode substituir a experiência; não há nenhum atalho mágico para transmitir esse know-how na cabeça das pessoas; mas você pode reduzir significativamente o tempo criando oportunidades para compartilhar esse conhecimento; quando as coisas dão errado, você não retorna ao manual; você pergunta a um colega mais experiente de sua equipe se já se deparou com algo assim antes; nós aprendemos através da experiência dos outros; essas histórias que contamos uns aos outros são conhecimento tácito
  • Contratar talentos. Como uma organização pode transferir conhecimento de forma eficaz? A resposta curta é: contratar pessoas inteligentes e deixá-las falar umas com as outras.
  • Trabalho em equipe. A construção de conhecimento tácito nas organizações se concentram na importância das pessoas trabalharem em equipes, tentar resolver problemas, conversar sobre o que fizeram e como fizeram, discutir,  construir confiança e se envolver intensamente no contexto; a ideia é obter algum tipo de experiência compartilhada e memória do que eles fizeram juntos, que podem então ser transferidos através de relacionamentos; a transferência acontece quando os membros da equipe interagem com os outros, geralmente realizando tarefas semelhantes em processos iterativos.

espaço

CONHECIMENTO TÁCITO = INTERAÇÃO  + CONVERSAÇÃO + RETENÇÃO DE CONHECIMENTO + COMPARTILHAR EXPERIÊNCIA + CONTRATAR TALENTOS + TRABALHO EM EQUIPE.

Quais são as demandas e impactos da Era do Conhecimento?

Vivemos em uma sociedade pós-capitalista, em que  o meio de produção não é o capital, a terra, nem a mão de obra, mas o conhecimento.

  • A educação formal substitui a experiência e a prática como fonte de aprendizado de um ofício. A produtividade do trabalhador agora depende de sua habilidade para colocar em prática conceitos e teorias.
  • Enquanto os trabalhadores manuais, da era industrial, fazem o que lhes mandam, os trabalhadores do conhecimento tem que se autoconduzir.
  • Pela primeira vez na história, o trabalhador do conhecimento médio viverá mais que a organização empregadora média.
  • O conhecimento muda a estrutura do poder. Os novos líderes são os profissionais do saber.
  • O conhecimento deve ser demonstrado pelos resultados.O conhecimento tem poder: controla o acesso às oportunidades e ao progresso. É por isso que os cientistas e os educadores devem ser ouvidos por quem faz planejamento estratégico.

Palavras chaves. dados, informação, conhecimento, conhecimento explícito, conhecimento tácito, conhecimento científico, era do conhecimento.

  • Dados são informações brutas – letras, números, imagens, fotos, fatos, símbolos, sinais e assim por diante.
  • Precisamos gerenciar os dados para que tenham qualidade e não afetem a informação.
  • A qualidade dos dados podem se aferida em termos de vários atributos, tais como precisão, validade, consistência, relevância, completude, acessibilidade e granulosidade; cuja relevância dependerá de objetivos e ambiente.
  • Os dados são processados e transformados em informações de várias formas, tais como gráficos, tendências, medidas, semelhanças, diferenças, relações e assim por diante.
  • A informação são dados processados; está associada a conceitos, tem significado, afeta comportamentos e suporta decisões; são diretamente afetadas pela qualidade dos dados.
  • Para gerar informação de boa qualidade devemos avaliar não só a qualidade dos dados, mas também as características da informação em si, tais como relevância, atualização, precisão. atendimento a necessidades, clareza, valem o custo, confiabilidade, dentre outros.
  • O conhecimento é a faculdade humana resultante da informação tratada e interpretada.
  • Podemos classificar o conhecimento em conhecimento explícito e tácito.
  • O conhecimento explícito está associado a dados, informação, documentos, registros, arquivos; pode ser facilmente comunicado e compartilhado; já o conhecimento tácito é obtido através da interação entre indivíduos;
  • O conhecimento tácito é baseado em  em modelos mentais, que podem ser articulados facilmente; são aprendidos por observação, imitação e demandam tempo; permite ganhar vantagem competitiva, é difícil de ser imitado ou transferido para concorrentes.
  • Os limites entre dados, informação e conhecimento, nem sempre são claros; o que importa nessa discussão são os conceitos e a sua capacidade de usar dados para construir informações e conhecimento significativos.
  • A informação por si só não cria uma organização baseada no conhecimento, mas é um elemento fundamental; a informação correta estimula o desenvolvimento do capital intelectual que, por sua vez, impulsiona a inovação e a melhoria do desempenho; mesmo que uma pessoa possua uma infinidade de informações isso não significa que ela possa fazer julgamento ou fazer inferências, para tal deve-se ter conhecimento.
  • O contexto que se impõe hoje é o da sociedade da informação e do conhecimento, que está apoiada em tecnologias de informação e comunicação numa estrutura em rede.
  • Esta contextualização traz consigo a nova forma de administrar, cujos principais ativos  são a informação e o conhecimento, que acessados, compartilhados e trabalhados, geram o conhecimento novo, a inovação e inteligência corporativa.

Teste seu conhecimento sobre dados, informação e conhecimento

  1. Relembre o conteúdo lido utilizando as palavras chave acima.
  2. Qual a importância do aprendizado sobre dados, informação e conhecimento para você?
  3. O que são dados?
  4. Qual a importância da coleta e tratamento dos dados na nossa vida?
  5. Quais as características dos dados de boa qualidade? Cite 5 características e depois tente se lembrar de 7 caracteristicas.
  6. Das características listadas, quais são as mais importantes?
  7. O que é Informação?
  8. Por que as informações são importantes para você?
  9. Qual a diferença entre dados e informacao?
  10. Como converter dados em informação?
  11. O que você deve fazer para gerar informações de boa qualidade?
  12. O que é conhecimento?
  13. Quais são as características do conhecimento?
  14. Quais as diferenças entre informação e conhecimento?
  15. O que é conhecimento explicito?
  16. O que é conhecimento tacito?
  17. Qual a diferença entre conhecimento explícito e tácito? Dê exemplos.
  18. Como desenvolver o conhecimento tácito nas organizacoes?
  19. O que significa conhecimento científico?
  20. Quais são as demandas e impactos da era do conhecimento?

 

Os comentários estão fechados.

Navegação pelos artigos