Habilidades Técnicas e Emocionais

Qual a importância da inteligência emocional e habilidades técnicas?

Habilidades técnicas são específicas para fazer um tipo de trabalho. Elas podem ser aprendidas via programas de treinamento de várias formas. São habilidades mais facilmente quantificáveis, definidas e avaliadas. Uma característica de uma habilidade técnica é ser bem representada por processos. São mais fáceis de serem aprendidas, mas dependem das habilidades emocionais (inteligência emocional) para serem viabilizadas e aprimoradas. Exemplos de habilidades técnicas:  conhecer a oferta, fluência situacional, fazer contatos, atingir metas, gerenciar serviços e canais, implantar e operar serviços, e assim por diante.

Habilidades Emocionais permitem uma pessoa interagir com outras, comportar-se, administrar-se. Exemplos de habilidades emocionais são: escutar, empatia, bom humor, comunicar, ter ética no trabalho, trabalhar em equipe, tomar decisãoadministrar o tempo, motivar a si e outras pessoas, ter flexibilidade, resolver problemas, resolver conflitos, liderar, ter autocontrole, persuadir, ajudar.

Alinhamento de habilidades emocionais e técnicas. Aprendemos mais rápido e aumentamos o nosso desempenho pessoal e profissional quando nos conscientizamos, conectamos das conexões entre a inteligências técnicas e emocionais. Para fazer isso precisamos ganhar o hábito de mudar comportamentos, desenvolver continuamente essas habilidades, como em qualquer esporte. O processo que trata de equilibrar as habilidades emocionais e técnicas, em marketing e vendas, chamamos de inteligência competitiva.


Inteligência Emocional x Inteligência Técnica

As habilidades emocionais estão conectadas às habilidades técnicas e vice versa. Quando desenvolvemos uma delas, desenvolvemos a outra colateralmente. Ou seja, podemos desenvolver uma habilidade via o desenvolvimento de outras habilidades circunvizinhas.


 

Embora sejam necessárias habilidades técnicas para qualquer posição, os empregadores buscam cada vez mais empregados com habilidades emocionais. Embora seja fácil para um empregador treinar um novo funcionário em uma habilidade particular (como usar um programa de computador), é muito mais difícil formar um empregado com uma habilidade emocional (como empatia).


 Saiba mais. Inteligência emocionalInteligência competitiva

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegação pelos artigos