O que é Cloud Computing?

O que é Cloud Computing?

Veja 2 definições de Cloud Computing:

Definição do NIST – Cloud Computing é um modelo de serviços que permite disponibilizar, de maneira conveniente e sob demanda, acesso a um pool de recursos configuráveis de computação. Por exemplo, podem ser disponibilizados recursos de rede, servidores, armazenagem, aplicações e serviços, que podem ser rapidamente provisionados e liberados com mínimo esforço operacional e mínima interação com o provedor de serviços.

Definição do Gartner Group (empresa de pesquisa e consultoria em tecnologia de informação e comunicação). Um estilo de computação onde capacidades imensas e escaláveis de TI são disponibilizadas como serviço,  utilizando para isso tecnologias de acesso via Internet para múltiplos clientes externos.

Quais as mudanças propostas por Cloud Computing no modelo de oferta de serviços?

O termo significa computação na nuvem e traz a ideia de que tudo, desde capacidade de processamento, infraestrutura de rede, capacidade de armazenagem de dados até aplicações, pode ser entregue ao usuário final na forma de serviço disponível na rede Internet.

Propõe para as empresas uma inovação no conceito de datacenters corporativos. Os serviços utilizam recursos virtualizados – os sistemas físicos onde as aplicações rodam são transparentes (não importa) para o usuário final.

A ideia de servidores de aplicações centralizados com investimentos em implantação, expansão, operação e manutenção é substituída pela computação na nuvem, onde os servidores são virtuais, com alta disponibilidade e expansão conforme o uso. Os serviços ficam disponíveis de maneira infinita, escalável e com acesso universal.

Cloud representa uma mudança no modelo de oferta de serviços e como os sistemas de TI são implementados: assemelha-se a oferta de serviços de energia e utilidade pública. É fundamentado no conceito de pay-as-you-go, pagamento conforme o uso. A revolução possibilita que as empresas possam começar com sistemas muito pequenos e tornarem-se grandes rapidamente. As aplicações e serviços que estão disponíveis na nuvem podem estar suportadas por servidores e recursos distribuídos.

Observação: Nem todas as aplicações podem ser beneficiadas com o conceito de Cloud Computing. Questões de latência, controle de transações, segurança e compliance precisam ser contempladas em cada caso.

Qual a relação entre Utility Computing e Cloud Computing?

As últimas décadas têm reforçado a ideia de que o processamento de informações pode ser feito de forma mais eficiente se centralizado em grandes fazendas de computação e sistemas de armazenamento acessíveis através da Internet.

Conteúdo centrado em rede. Quando os recursos de computação em centros de dados distantes são usados ao invés de sistemas de computação locais, estamos falando em computação e conteúdo centrado em rede. Avanços na rede e em outras áreas são responsáveis pelo modelo de “utility computing”, desde 2005.

Utility computing. Em utility computing os recursos de hardware e software estão concentrados em grandes centros de dados e os usuários podem pagar o que consomem de recursos de computação, armazenamento e comunicação. Utility computing muitas vezes requer uma infraestrutura “cloud-like”, mas seu foco está no modelo de negócio para a prestação dos serviços de computação.

Quais são os potenciais benefícios de Cloud Computing?

Os atributos que definem a nova filosofia de prestação de serviços de computação são os seguintes:

  • A computação em nuvem usa tecnologias da Internet para oferecer serviços elásticos. O termo computação elástica refere-se à capacidade de adquirir dinamicamente os recursos de computação e apoiar uma carga de trabalho variável. Um provedor de serviços em nuvem mantém uma infra-estrutura enorme para suportar serviços elásticos.
  • Os recursos utilizados por esses serviços podem ser medidos e os usuários podem pagar apenas pelos recursos que eles usam.
  • Manutenção e segurança são assegurados pelos prestadores de serviços.
  • Economia de escala permite que os provedores de serviços operem de  forma mais eficiente, devido à especialização e centralização.
  • Cloud computing é rentável devido ao recurso de multiplexação, custos mais baixos para o prestador de serviços são repassados aos usuários na nuvem.
  • Os dados da aplicação são armazenados mais perto do local onde aplicação é utilizada, e de forma independente do local. Esta estratégia de armazenamento de dados aumenta a confiabilidade e segurança e, ao mesmo tempo, reduz os custos de comunicação.

O que muda em termos de Infraestrutura quando optamos por serviços de cloud computing?

Ao optar por um provedor de cloud computing, o que ocorre é que se está alugando uma parte de uma estrutura enorme de datacenter, computadoresarmazenagem e capacidade de rede. Muitos desses datacenters são estruturas de centenas de milhões de dólares. Muitos dos provedores de datacenters e cloud computing possuem ainda diversos datacenters que operam em conjunto espalhados pelo mundo. A Amazon, que oferece serviços de cloud, possui cerca de 20 datacenters, enquanto o Google´s Cloud possui cerca de 35 datacenters pelo mundo.

história da Amazon – a pioneira em cloud computing –  iniciou quando se percebeu que os seus datacenters estavam superdimensionados para atender as demandas de pico de dias como Black Friday. A Amazon decidiu alugar a capacidade ociosa e criou o início do que é o Cloud de hoje. Em contrapartida, hoje os recursos de TI são sub utilizados pelas pessoas e empresas.

Quando utilizamos nosso computador não utilizamos mais do que 20 % de sua capacidade. Esse desperdício aplica-se também nas empresas e toda a cadeia de valor de TI. O modelo de cloud computing vem para acabar com esse desperdício. A inteligência e os recursos migram para a nuvem.


 Quais são as razões do sucesso de cloud computing?

A lista de razões para o sucesso da computação em nuvem inclui os seguintes pontos:

  • A computação em nuvem está em melhor posição para explorar os recentes avanços em software, redes, armazenamento e tecnologias de processadores.
  • A computação em nuvem é promovida por grandes empresas de TI, onde estes novos desenvolvimentos tecnológicos acontecem, e essas empresas têm todo o interesse em promover novas tecnologias.
  • A nuvem consiste em um conjunto homogêneo de recursos de hardware e software em um único domínio administrativo. Nesta configuração, segurança, gestão de recursos, tolerância a falhas e qualidade de serviço são menos desafiadores do que em um ambiente heterogêneo, com recursos em vários domínios administrativos.
  • A computação em nuvem está focada na computação empresarial. Assim, sua adoção pelas organizações industriais, instituições financeiras, organizações de saúde etc. tem um enorme impacto potencial sobre a economia.
  • Uma nuvem fornece a ilusão de recursos computacionais infinitos; sua elasticidade libera projetistas de aplicações do confinamento de um único sistema.
  • Uma nuvem elimina a necessidade de um compromisso financeiro inicial, é baseada numa abordagem pay-as-you-go.

 

Os comentários estão fechados.

Navegação pelos artigos