Ferramentas Cognitivas

O que é Cognição?

É o processo de aquisição de conhecimento e envolve fatores diversos como o pensamento, a linguagem, a percepção, a memória, o raciocínio, que fazem parte do desenvolvimento intelectual.

O que é Aprendizagem Cognitiva?

É o uso da tecnologia, artefatos e ferramentas cognitivas, para ajudar a aumentar o desempenho do processo de cognição. Isto é, ajudar a pessoa a pensar mais significativamente e assumir a propriedade do seu conhecimento, ao invés de simplesmente reproduzir o que foi transmitido; estimular o pensamento crítico e a construção dos seus próprios conhecimentos. Ganhar o hábito de desenvolver e usar  “ferramentas mentais”, empregar tecnologias e transcender as limitações da mente, como a memória, por exemplo, em atividades de pensamento.

O que são Ferramentas Cognitivas?

  • São artefatos ou instrumentos que se destinam a facilitar o processamento de aquisição de conhecimento (cognitivo)
  • São coisas feitas para melhorar as habilidades cognitivas: listas de tarefas, lembretes, fórmulas, bases de dados, planilhas, ambientes de construção colaborativa on-line de conhecimentos, …,  ou até uma linha amarrada no dedo.
  • São ferramentas não inteligentes, ou seja, dependem da pessoa para fornecer a inteligência.
  • Ajudam a pensar de maneira mais significativa, expressar bem o que se quer dizer ou transmitir de forma interessante.
  • São controladas pela pessoa e ajudam a pessoa a assumir a propriedade de seus conhecimentos.
  • Ajudam a executar atividades mais complexas e construir o conhecimento ao invés de memorizá-lo.
  • A tecnologia e o computador são  “parceiros” ou ferramentas mentais” para estimular e aproveitar ao máximo potencial cognitivo da pessoa, construir e representar o conhecimento e transcender as limitações da mente, como a memória, por exemplo.

Quais os benefícios das Ferramentas Cognitivas?

  • Focar o processo de aprendizado no exercício e reflexão, ao invés da transferência de conhecimento.
  • Capacitar as pessoas a projetar as suas próprias representações de conhecimento, ao invés de representações preconcebidas.
  • Apoiar o pensamento reflexivo profundo.
  • Servir para registrar conhecimento.
  • Permitir um “aprendizado ativo”.
  • Prover cenários guiados e suportados por facilitadores.
  • Prover ambientes de aprendizagem presencial, em time e ambientes virtuais colaborativos.

Quais 4 principais funções das ferramentas cognitivas?

  1. Buscar Informações. Recuperar e identificar informações em situações de aprendizado, planejamento e execução de atividades (banco de dados e motores de busca).
  2. Apresentar Informações. Num formato significativo e apropriado (ferramentas de apresentação, gráficos e mapas conceituais).
  3. Organizar o Conhecimento. Organizar é a maneira mais fácil de melhorar a vida, a reflexão, as habilidades técnicas e emocionais. Consiste em classificar, ordenar e agrupar em categorias. Coisas que estão em seu lugar são mais facilmente encontradas e exigem um mínimo de atenção. Para classificar coisas, precisamos de pelo menos um ponto de referência conhecido. Pontos de referência, então, são muito importantes e são a base para avaliação, indexação ou comparação.Estabelecer pontos de referência exige decisões refletidas, mas uma vez que as decisões são tomadas, a estrutura e o processo, podem ser utilizadas e aprimoradas, indefinidamente. A classificação em uma estrutura estabelecida é muito mais rápida do que ter de refletir e decidir sobre cada item, evento ou contato que encontrarmos. Quando encontramos algo novo, um atributo de valor novo, podemos classificá-lo em separado (novidade), depois integrá-lo em um  grupo já existente, ou criar um novo grupo. Podemos criar subcategorias, e assim por diante.
  4. Integrar Conhecimento. Conectar a informação nova ao conhecimento prévio e avaliar o aumento do conhecimento (ferramentas de mapeamento, simuladores, discussões, conferências, videostreaming, podcasting, …)

O que é instrumentação cognitiva?

INSTRUMENTAÇÃO = FERRAMENTA + AMBIENTE DE TAREFA

 

 

Instrumentar é o processo de transformar um artefato em um instrumento da atividade do dia a dia. Tem 2 passos fundamentais:

  • Primeiro passo:  moldar ou adaptar o artefato de acordo com as necessidades e exigências locais da atividade. Neste particular, o ambiente de aprendizado tecnológico, os participantes e facilitadores, projetos de construção de conhecimento a serem perseguidos, tem um papel crítico neste processo de instrumentação.
  • Segundo passo: foca no desenvolvimento e cultivo de práticas pessoais e coletivas necessárias para usar produtivamente a ferramenta como um instrumento na atividade de construção do conhecimento.

O processo de instrumentalização é gradual, leva tempo e depende do nível de inteligência competitiva do ambiente.


  • Cognição ou processo de aprendizado pode ser significativamente melhorado pelo uso de ferramentas mentais (ou cognitivas).
  • As ferramentas cognitivas nos ajudam buscar, apresentar, organizar e integrar informações e ampliar o nosso conhecimento e inteligência.
  • Qualquer ferramenta precisa ser instrumentaliza : 1) adaptação ao ambiente de tarefa que irá ser utilizada e 2) cultivo de práticas pessoais para usar a ferramenta de forma produtiva.

Saiba mais: Ferramentas da Inteligência Competitiva,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Navegação pelos artigos