Modelo NIST

Como o modelo NIST define Cloud Computing?

O modelo define 3 componentes:

Essa definição diz que cloud computing pode ser oferecido de várias formas:

  • São 5 características essenciais. Qualquer oferta na nuvem deve obrigatoriamente ter.
  • São 3 opções de modelos de serviço. O SaaS é endereçado para usuários finais. O PaaS para desenvolvedores de software e o IaaS  para administradores de rede.
  • São 4  opções de modelos de desenvolvimento: público, privado, híbrido e comunidade.

Quais são as 5 características fundamentais de Cloud Computing?

Cloud Computing tem 5 características fundamentais segundo o NIST – National Institute of Standards and Technologies.

1. Elasticidade rápida. A característica da nuvem adequar-se à demanda de capacidade do usuário rapidamente, de forma ilimitada, é chamada de Elasticidade:

  • À medida que se contrata um serviço de Cloud, o usuário não tem certeza da demanda por uso destes sistemas.
  • Os sistemas de Cloud devem ser plenamente escaláveis permitindo que um usuário comece com pequeno porte e possa rapidamente escalar para grande porte.
  • Em um Datacenter convencional a escalabilidade é conseguida com investimentos adicionais, uma vez expandido não há como voltar atrás.
  • A proposta do Cloud é de dimensionamento conforme o uso.
  • Assim, no caso de redução da demanda por recursos de computação, o Cloud se adapta reduzindo os recursos disponíveis. O pagamento é por uso.

2. Provisionamento Self-service. O aprovisionamento de recursos, sem intervenção do provedor de serviço – outra inovação dos cloud frente aos datacenters corporativos tradicionais:

  • No Cloud a proposta é de um provisionamento do tipo self-service.
  • O usuário, através de um portal de serviços, escolhe a capacidade adicional de recursos de CPU, memória e disco que necessita.
  • Automaticamente, estes recursos são adicionados a sua estrutura na Cloud. Há redução de tempo e economia neste processo.
  • Outra diferença é que essa nova também inova frente ao modelo tradicional de expansão de Datacenter, que é necessário fazer uma etapa de projeto, levantamento de fornecedores, realizar a compra e a implantação.

3. Acesso amplo via rede (Internet e IP VPNS). As capacidades são disponibilizadas sobre a rede  e acessadas através de um mecanismo padrão (redes e dispositivos) que permita o uso de diferentes plataformas de clientes, tais como celulares, laptops e PDAs.

4. Pool de Recursos. Os recursos de computação do provedor são grupados para servir multiplos usuários usando um modelo multi-tenant (multi-inquilinos), com diferentes recursos físicos e virtuais alocados dinamicamente e realocados de acordo com a demanda de consumo:

  • Existe o conceito de independência de localização física o  o cliente geralmente não tem o controle ou conhecimento da localização exata do recurso provisionado, mas pode especificar a localização num nível maior de abstração (por exemplo, país,estado ou datacenter).
  • Exemplos de recursos incluem dispositivos de armazenamento, processamento,memória, largura de banda de rede e máquinas virtuais.

5. Monitoração de Desempenho e SLA. Os provedores de Cloud devem possuir mecanismos de gerência de serviços que garantam a alta disponibilidade e desempenho:

  • Além disso, estes níveis devem estar acessíveis aos clientes através de relatórios gerencias e portais de gerência.
  • Um cliente que aloca seu servidor de e-mail em um provedor de Cloud exigirá alto disponibilidade e cumprimento dos SLAs.
Quaisquer combinações de redes e serviços que apresentam essas 5 características são considerados serviços de cloud computing.
Essas 5 características são parâmetros para comparar  soluções de cloud computing concorrentes – Elasticidade, Self-Service, Acesso padrão Internet, Pool de Recursos e SLA Garantido.

Quais são os modelos de  serviços de cloud computing e seus usuários típicos?

Existem 3 modelos de serviços segundo o NIST, ilustrados na figura abaixo: IaaS, PaaS e SaaS.

 

 

O serviço IaaS- Infrastructure as a Service -provê infraestrutura virtual (compartilhada):

  • Seus usuários são os administradores de sistemas conectados na nuvem.
  • O provedor fornece serviços de TI virtuais: máquinas virtuais, armazenamentos virtuais, redes virtuais,  terminais virtuais, serviços virtuais.
  • Suporta plataformas virtuais (PaaS) e aplicações virtuais (SaaS).
  • Um exemplo de IaaS é a opção AMAZON EC2.

O serviço PaaS – Platform as a Service – provê plataforma virtual que roda sobre uma infraestrutura virtual (IaaS).

  • Seus usuários são os desenvolvedores de aplicações virtuais (SaaS), conectados na nuvem.
  • Seus componentes são sistemas e ferramentas virtuais que compõem uma plataforma virtual: tempo de máquina, banco de dados, servidor web, servidor de aplicações.
  • Suporta as aplicações virtuais (SaaS).
  • Exemplos de PaaS são os serviços AppEngine do Google e AZURE da Microsoft.

O serviço SaaS – Software as a Service – provê aplicações virtuais com interface padrão web (browser).

  • Seus usuários somos nós – os usuários finais conectados na nuvem.
  • Seus componentes são Gerência, Economia, Escalabilidade, Disponibilidade, Desempenho e Segurança da aplicação virtual.
  • As aplicações virtuais também são compartilhadas pelos usuários finais.
  • Exemplos de SaaS são os Google Apps e o SalesForce.com.

Até logo!

Os comentários estão fechados.

Navegação pelos artigos