Internet e Retornos Crescentes de Escala

O Google comprou o YouTube – a nova rede de vídeos da Internet – em 9 de outubro de 2006. O êxito do Youtube revela muita coisa sobre os processos econômicos mutáveis da computação e a forma pela qual eles estão afetando o comércio, o emprego e até a distribuição da riqueza.

Só dez meses se passaram quando Hurley e Chen venderam o site para o Google pela quantia estonteante de US$1,6 bilhão. Quando o YouTube foi comprado, tinha apenas sessenta empregados.  Trabalhavam em cima de uma pizzaria barata em San Mateo, Califórnia. Apesar do tamanho minúsculo e da falta de organização formal, a equipe conseguiu administrar um dos sites mais populares e de desenvolvimento mais rápido da Internet. Com o preço de venda de US$ 1,6 bilhão, cada funcionário do YouTube representava US$ 27,5 milhões em termos de valor de mercado.

  • Compare esses números com os de uma companhia tradicional de software fabulosamente lucrativa, a Microsoft, que tem 70 mil empregados, cada qual representando US$ 4 milhões em termos de valor de mercado.
  • Ou então compare esses números com os de uma empresa tradicional de mídia e entretenimento, como a Walt Disney, com 133 mil funcionários, cada qual representando US$ 500 mil em termos de valor de mercado.
  • Um ano antes de o Google comprar o YouTube, a companhia eBay comprou o Skype por U$ 2,1 bilhões. Fundada apenas 2 anos antes por uma dupla de empresários escandinavos, o skype estava com 53 milhões de clientes – mais que o dobro de usuários da British Telecom e estava atraindo mais de 150 mil assinantes novos por dia. O Skype empregava somente 200 pessoas, cerca de 90 mil vezes menos do que a British Telecom empregava só no Reino Unido.
  • Talvez o exemplo mais extraordinário de todos seja o Plenty of Fish, um serviço on-line que ajuda as pessoas a encontrar alguém com quem se relacionar. Lançado em 2003, o website teve um crescimento absurdo. No fim de 2006, cerca de 300 mil pessoas estavam solicitando o serviço todo dia, e lendo cerca de 600 milhões de páginas por mês. Plenty of Fish se tornou o maior site do gênero no Canadá e um dos dez maiores tanto nos Estados Unidos como no Reino Unido. Bom, quantas pessoas essa companhia emprega? Para ser exato, apenas uma: seu fundador Marcos Frind, que chega a ganhar U$ 10.000,00 por dia.

Bom Programa!

Os comentários estão fechados.

Navegação pelos artigos